quinta-feira, 31 de julho de 2008

DIFERENÇAS

Ultimamente tenho ouvido muito sobre diferenças: de classe, de cor, de opinião, de sexo, de escolhas... Isso me fez pensar o quanto as pessoas falam mas não se ouvem. Afinal é mais fácil criticar isso ou aquilo do que realmente mover uma palha para modificar o que incomoda, pinica, cutuca. Por que será que o outro incomoda tanto? Será ele mesmo ou alguma coisa em nós que nos alerta para que mudemos nosso comportamento, nossos hábitos. Hábitos sim! Como escovar os dentes todos os dias sem prestar atenção no que faz, mecanicamente; assistir TV enquanto come alguma coisa; comprar um brinquedo última geração para o filho mas não brincar com ele; ser atendido pelo garçom solícito sem ao menos perguntar seu nome (vale também para o motorista/cobrador do ônibus de todos os dias, o porteiro do prédio); ter um animal de estimação mas não dar a ele a mínima atenção, além de água e comida. Quantas pessoas conhecemos que passam assim pela vida, sem prestar atenção, sem olhar para os lados, vendo sem enxergar, ouvindo sem escutar? Será que ao cobrarmos tanto dos outros não percebemos que esse é o primeiro sinal de insatisfação com nós mesmos? Sim, porque quando REALMENTE olhamos para o mundo e tudo aquilo que o compõem, nos tornamos simplesmente mais humanos, com erros e acertos, todos na mesma estrada, agradecendo as diferenças que nos fazem aprender com outras opiniões, conhecer novas etnias, culturas, estilos de vida, e saber que podemos todos conviver tal qual flores diferentes num mesmo jardim, ou como o brilho do Sol entre nuvens de chuva.

Um comentário:

Fulvia disse...

Olá, será que agora acertei?
Adorei seu blog! Adorei os temas!
Adorei a estética, o verde caiu bem!
baci
Fulvia