sexta-feira, 1 de agosto de 2008

ADOÇÃO

A idéia de mais uma adoção já vinha me tentando há tempos. Além de ser um ato de amor condicional, é também uma oportunidade de aprender. Sim, porque como diz minha mãe - "Até morrer, aprender!". Não tenho dúvidas disso. Todos os dias presenciamos, ouvimos, vivemos coisas que até há um segundo atrás parecia ser impossível, imoral, ilegal, calórica, mas que no segundo seguinte, mudamos de idéia! Resumindo, há de tudo neste nosso mundo. Quando eu comecei a contar a algumas pessoas sobre minha idéia de adotar uma bebê, a reação de todos sem exceção, era: "Mais uma???" Mas e as outras, vão morrer de ciúmes!" Tenho duas pequenas: uma de três anos e a outra, de um ano e três meses. Percebi que 99% das pessoas não veêm o lado positivo das coisas primeiro. Pensam na despesas, no trabalho que vai dar, na responsabilidade, e nas possíveis brigas com as outras duas pequenas. Ninguém me falou das alegrias, do acompanhamento das descobertas, da troca de carinho, da família que ganha mais um membro... Ora, mas antes de tomarmos uma decisão desse porte, já fizemos várias reuniões na hora do jantar, levamos em conta os primeiros tempos com os cuidados de um bebê, fizemos as contas e sem dúvida consultamos nosso coração. Estava decidido! Resolvido os trâmites de praxe, a espera que não foi longa, este é o primeiro dia de nossa bebê em sua nova família! SEJA BEM-VINDA BIJU!

Nenhum comentário: