domingo, 5 de outubro de 2008

GENTILEZA - PARTE 2

Sou uma extrema defensora de emails. Emails não tocam em horas impróprias, não aparecem sem avisar (salvo os spams mas temos como nos defender!), você não precisa fazer sala, bolo, café, etc, além de terem a vantagem de podermos pensar para respondê-los (ou não). Algumas pessoas que conheço só enviam emails de crítica. Eu também envio, mas lembro que os de elogios tem o mesmo peso. Nunca fiquei sem resposta tanto de um caso como de outro. No caso das críticas, 99% as providências foram tomadas e graças as sugestões (críticas geralmente tem conotação negativa pela maioria das pessoas) dadas por mim, acabo sempre fazendo amigos. Isso é o que me interessa. Além de voltar aos lugares mencionados em meus emails e ver com os próprios olhos que quando construímos para o bem, não tem como dar errado. Pode ser que durante algum tempo as coisas não andem como deveriam, pode ser também que demorem, mas nem tudo é no nosso tempo e a maioria das variáveis talvez não dependa de nós. Não acredito em pessoas que dizem que lá fora é sempre melhor. Cada um com seus problemas e estou falando dos países. Geralmente quem fala muito essa frase - "Aqui é Brasil" - não tem muitos carimbos no passaporte. Sempre penso que devemos fazer nossa parte. Tento isso todo dia. Acredito piamente que o tijolo da base tem o mesmo valor que o da cumieira de uma casa. Então, faço o que acredito, mesmo que seja um trabalho de formiga. E daí? Meu amigo Robson (caramba, não sei como linkar teu nome aqui - se alguém souber me ensine, por favor) me disse que também diz BOM DIA, OBRIGADO, coisas simples assim e que mudam mesmo o humor das pessoas a nossa volta. Me fez lembrar outra coisa importantíssima, a de ler os nomes nos crachás (afinal é pra isso que eles servem, certo?) e chamar os portadores pela "graça". Antigamente se perguntava: "Qual a sua graça?" ao invés de "Qual o seu nome?". Hoje, muitas vezes nem um,nem outro... Sabe Robson, sempre pergunto os nomes dos garçons por onde ando; tem coisa mais impessoal do quer ser servida o tempo todo por alguém que você nem se interessa em saber como chama?
Lembram da moça do banco da história que contei abaixo? Aqui está a resposta do banco vinda por email um dia depois que escrevi aqui:
"Prezada Carla, É com grande satisfação que recebemos a sua mensagem em reconhecimento ao atendimento prestado pela colaboradora Vanessa. Sua manifestação faz com que nós, do X-banco, busquemos sempre a excelência no atendimento. Agradecemos sua mensagem e continuamos à disposição. Atenciosamente..."

Isso faz valer a pena, o dia, a vida! Experiências anteriores comprovam que a Vanessa receberá o elogio de sua chefia. Nada melhor que trabalharmos satisfeitos, certo? Mesmo que só um repare em nosso trabalho naquele dia. Sinal que estamos fazendo nossa parte. Isso é o que importa. Me lembrei agora de um amigo que me critica porque reciclo lixo. Diz que o Governo é que tinha que fazer isso, que ele só faria se o Governo pagasse a ele. Eu continuo reciclando e olhem, não estou aqui me vangloriando, ou esperando que vocês achem que sou politicamente correta o tempo todo! Socorro, não é nada disso! Mas vou reciclando meu lixo, enviando meus emails, dizendo bom dia, obrigada, boa semana, recolhendo o cocô do meu cachorro por aí e me sentindo bem por isso. Simples assim. Dentre outras coisas acredito que essas são algumas das partes que me cabem.

Ah, meu amigo "Cara de Trinta"(espero que me ensinem a linkar!): o fato de você fazer comentários em meu blog, já é mostra de que você também faz a sua parte por aí! E obrigada a todos que me ajudam nisso! Os comentários foram a prova máxima que não estou sozinha! Beijão a vocês!

4 comentários:

GUILHERME PIÃO disse...

Também gosto de receber e-mails, é como receber uma carta....só que agora não demora tanto...ehehe
Abraços

Dama de Cinzas disse...

É Carla, eu tb sou fã de emails, porque a gente responde quando dá e pode pensar no que vai escrever. Até msn eu gosto porque posso fazer algumas coisas enquanto converso com alguém, mas telefone é algo que abomino completamente exatamente por vc ter que dar atenção total e ser simpática em horas que vc nem tá afim. Aqui em casa tenho o maravilhos identificador de chamadas que me ajuda muuuuuito...

Quanto a dizer obrigada, dar bom dia e perguntar o nome das pessoas, acho que paro no obrigada... ahahah... Sou uma tremenda antipática, só gosto de falar com quem to afim, gostaria muito de ser uma dessas pessoas que espalham simpatia por onde passam, mas eu definitivamente não sou assim... rs

Beijos

obs. Marque o nome da pessoa, procure lá em cima junto com negrito, itálico, tem algo chamado hiperlink, clique nele que abrirá uma janelinha para vc colocar a pagina que linka no nome que marcou.

Robson disse...

Carla obrigado pela refêrencia minha amiga, me sinto sempre feliz quando venho aqui! e quanto a linkar... me ensina que também não sei hahaha!

felipe lima disse...

Você ganhou um fã, Carla. Beijo e boa semana.