domingo, 7 de fevereiro de 2010

MAU HUMOR

    

      Chove demais. Chove pouco. Está muito calor. Há quanto tempo não faz Sol. Que trânsito insuportável. Esse telefone não pára de tocar. Que vizinho chato. Que mulher fofoqueira. Minha mulher fala demais. Meu marido não me dá atenção. O funcionário está atrasado. O médico ainda não chegou. A fila está enorme. O banco está cheio. O caixa fica enrolando. O homem furou a fila. Fulano gosta de levar vantagem em tudo. O elevador está demorando. Fulana me deu um calote. Que abafado! Por que não vai pro tanque Dna. Maria? Só podia ser motorista de onibus/táxi/motoqueiro! O celular não toca. Fulana não abre a boca. Meu chefe é um chato! Meu emprego não presta! Ganho mal. A sogra é uma cobra.
     E tantos são os exemplos! Tem pessoas que vivem assim: de mau humor na maior parte do tempo. E não se tocam de sua eterna insatisfação. Algumas pregam tanto a liberdade, a vida, a expressão dos sentimentos mas não atentam que passam a maior parte do tempo sozinhas - não se escutam.
    Geralmente quem precisa conviver com pessoas assim, passa o dia tentando contornar problemas, evitando assuntos para não agravar mais ainda a situação.
    Distimia tem tratamento. Mas a maioria das pessoas acaba achando esse comportamento normal, "herança de família"...
    Abraços, elogios sinceros, exercícios físicos e boa alimentação representam meio caminho andado.
    Se nada disso adiantar, fuja. Mau humor é contagioso.
 
    
   

7 comentários:

Alice disse...

Engraçado, eu não fico muito de mal humor não. mas fico deprimida e olha que tomo remédio receitado pelo médico. Mas achoq ue minha depressão deve ser tão chata quando as pessoas de mau humor.
Beijos, Carla

Taw disse...

rsrs

eu sou muito mal humorado... mas com certeza, uso meu mal humor para fazer com que os que me cercam riem. ehehehe

fica muito mais divertido...

:)

:P

Francisco disse...

Olá, amigona!
Outro dia comentava com um amigo, sobre a dificuldade que certas pessoas têm em reconhecer que são portadoras de algumas doenças emocionais (ou afetivas), e se recusam a procurar ajuda. E o pior... alguns familiares também não aceitam.
É fácil dizer que o fulano "é de lua", ou que tem o "gênio do cão", igualzinho ao pai. rsrs
Santo Lítio que nos proteja...! rsrs
Beijos.

Dama de Cinzas disse...

Sei bem o que é distimia, meu ex-marido tinha... Affe é dose!

Por isso que a única coisa que estou pedindo a Deus, é que o próximo homem que entre na minha vida seja bem humorado...rs

Eu tenho horror a gente que reclama de tudo, minha mãe é assim e eu sofri minha vida inteira com isso!

Reclamar é saudável, mas até um certo ponto...rs

Beijocas

Pedro Antônio disse...

Chiii... Já trabalhei com muita gente assim. Não é nada fácil,viu!

(rsrs)

Abração.

Pedro Antônio

ML disse...

Caraca: será que eu tenho... distimia?
Achava que era só mal humor por causa deste calor insuportável (aqui no Rio, Carlinha, não chove há mais de 1 semana!).
E eu reclamo, coitado de quem passa perto ou me liga.
O tratamento pra mim é o frio.
Fazendo a dança da chuva aqui em casa pra espantar, no mínimo, o mal humor ;> )

bjnhs

Robson Schneider disse...

Eu fico doente (literalmente) sed passar muito tempo com alguem assim.Claro que tenho meu mau humor, mas o que faço é me isolar até que ele passe... posso fazer um estrago grande em vitimas inocentes hahahahaa

Bjo karlaaaaaaaa saudadessssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss!!!!!!!!!!!!!!
A filhota ja voltou da Lua?!! felicidades pra eles!!!